O melanoma oral em cães é algo comum e que deve ser diagnosticado e tratado em estágios iniciais para garantir a sobrevivência do animal. A rotina de limpeza dental em cães não é só para manter os dentes limpos, mas também para evitar diversas doenças que podem ser acarretadas com a falta da higiene bucal, como tumores.  

Alguns sintomas do câncer oral são bem parecidos com algumas doenças dentais. Os animais apresentam mal hálito, babam bastante, a boca pode apresentar sangramentos, edema , mudança de preferência na alimentação (costumam optar por alimentações mais moles), uma notável mudança nos hábitos de mastigação, perda de apetite, tosse crônica,  dificuldade para engolir e perda de peso.

O melanoma oral acontece mais em cães idosos e que possuem áreas pretas ou escuras na boca. Gatos também podem desenvolver o melanoma oral, mas, outros tipos de tumor são mais comuns em gatos do que esse. A única maneira de descobrir se o animal está ou não com tumor e o estágio é fazendo uma biópsia do tecido. O melanoma oral pode ser tratado, mas muitas vezes a região total deve ser retirada o que muitas vezes torna o animal limitado. Por isso o ideal é manter a saúde bucal de seu bicho.