A paciência é tudo para quem quer reproduzir o betta, nem sempre vai ser uma tarefa simples, mas totalmente realizável. Primeiro de tudo o criador deve possuir as melhores condições para que os animais se acasalem e reproduzam. A água sempre deve estar na temperatura adequada, o aquário para a reprodução deve ser do tamanho certo(15 litros), enfim tudo isso deve ser verificado antes da procriação. É bom sempre deixar dentro do aquário algumas plantas para que estas possam absorver o nitrato excretado pelos peixes.
O local onde o aquário está deve ser tranqüilo, os peixes devem ser bem alimentados na semana anterior ao acasalamento, o betta macho é colocado primeiro solto no aquário que será feita a reprodução, depois de algum tempo introduzir a fêmea, dentro de algum recipiente onde ela esteja protegida, isso tem o intuito de que se o macho estranhar a fêmea ela não se machuque, vale lembrar que a fêmea deve estar pronta para a reprodução, isso ocorre quando fica uma espécie de ovinho na sua cloaca e ela fica inchada com o ventre inchado. Se tudo estiver tranqüilo o macho iniciará a criação do ninho de bolhas e inicia um ritual para se exibir para a fêmea, normalmente abre as nadadeiras.
Depois de aproximadamente um dia é à hora de soltar a fêmea no aquário, o macho é bem desajeitado e obriga a fêmea a ir até o fundo do aquário, isso é normal muitas vezes pode até machucá-la, mas esse é o ciclo certo. No conhecido abraço nupcial é quando o macho pressionando a fêmea faz com que ela solte os ovos, isso acontece aos poucos e nesse tempo o macho começa a fecundar os ovos que começam a ir para o fundo do aquário, o macho os resgata com a boca mesmo e leva de volta ao ninho.
Após esse trabalho é hora de retirar a fêmea do aquário, muitas vezes ela já fica escondida e retraída. Mantenha a tranqüila num aquário nas mesmas condições do outro. Os ovos no ninho começam a eclodir com aproximadamente dois dias após a cópula o macho continua cuidando deles até que eles começam a nadar sozinhos em posição horizontal então é hora de retirar o macho e então cuidar do berçário com alevinos. Os primeiros 15 dias são cruciais na vida deles é o que define se irão vingar ou não, mantenha a água oxigenada e alimente-os com náuplios de artêmias por aproximadamente um mês e meio, depois pode introduzir enquitréias e aos poucos pode oferecer ração para bettas adultos.
Os machos sempre vão ser maiores que as fêmeas e é extremamente importante verificar isso à medida que eles forem crescendo para então separá-los. Aos seis meses eles já podem reproduzir novamente com paciência e cuidados especiais você conseguirá fazer com que seu betta possa reproduzir por muito tempo.