O Russian Blue é um gato esbelto, de pelagem suave, sedosa, curta e densa, de cor cinza azulado, com as pontas dos pelos num tom cinza prateado. Possui subpelo bastante denso. Filhotes apresentam listras escuras pelo corpo, que desaparecem com o passar dos meses. As orelhas são grandes, largas na base, inseridas no alto da cabeça, sendo que a pele que as recobre na parte interna é fina e translúcida. Os olhos são grandes, de cor verde profundo e em formato arredondado. Outra característica da raça que chama a atenção é que as “almofadas” da face, onde estão inseridos os bigodes, são proeminentes, e os cantos da boca, naturalmente levantados, o que dá a impressão de que o gato está sempre sorrindo levemente.

 

Apesar de a CFA (Cat Fanciers’ Association), que é a maior entidade mundial felina e a TICA (The International Cat Association, outra entidade muito importante) só aceitarem a cor azul para o Russian Blue e não permitirem o cruzamento do Russian com outras raças, o GCCF (The Governing Council of the Cat Fancy), do Reino Unido, permite esses cruzamentos e aceita o Russian Blue em três cores: o azul tradicional, o preto (Russian Black) e o branco (Russian White). Eu confesso que acho meio esquisito que uma raça cuja característica principal seja justamente a cor cinza azulada da pelagem, tenha exemplares de outra cor que não seja essa, enfim. O Russian Blue é um gato geralmente saudável, desde que sejam seguidos os devidos cuidados de rotina com sua saúde, como vermifugação e vacinação em datas corretas. A alimentação deve ser de boa qualidade, mas como tende a comer demais, é preciso que seus humanos estejam atentos para alimentá-lo na quantidade correta, evitando que se torne obeso.

 

 

O Russian Blue é inteligente, silencioso, sensível e geralmente tímido com estranhos. Na verdade, ele é um gato para ser conquistado. Costuma escolher cuidadosamente seu humano de estimação , mas uma vez que este seja escolhido, mostra-se extremamente leal e afetuoso , seguindo-o por toda parte. Adora brincar, mas não é destruidor, se dá bem com outros animais, mas não é muito receptivo a estranhos. É comum que se esconda sempre que seu humano receba visitas.  É um gato bastante exigente em relação à limpeza de sua bandeja sanitária, se ela não estiver muito limpa, ele pode fazer suas necessidades em qualquer outro local. Mais que qualquer outro gato, o Russian Blue aprecia a rotina e pode sofrer diante de qualquer mudança. Ele também não gosta de ambientes barulhentos ou tumultuados.